Bodyboard em alto nível

Por  Guilherme Artoff @guiiartoff

Após um grande recesso nos meu posts de bodyboarding eu volto hoje com força total. Primeiro para parabenizar o patamar que o esporte alcançou no ano de 2011. Com apoio da Red Bull e outras grandes empresas o bodyboard conseguiu elevar o nível de competição e qualidade de transmissão.

Infelizmente em 2011 não tivemos um campeão brasileiro. Ano passado quem levou o título, mas sem ganhar muitos eventos foi o francês Pierre Louis Costes. Ele e Jeff Hubbard (Havaí) disputaram a liderança durante o ano inteiro, mas Jeff não conseguiu levar a melhor. Então Pierre precisou apenas avançar para as semi finais de El Frontón (Ilhas Canárias) para conquistar o mundial de 2011.

Como no ano passado não tivemos um evento brasileiro, esse ano será diferente. Nós somos a casa de um dos maiores vencedores desse esporte, o Hexacampeão Guilherme Tamega, criado nas ondas de Copacabana. Mas o evento será realizado em Niterói, na onda monstruosa de Itacoatiara. Uma ondulação perigosa, que pode proporcionar um ótimo evento para os atletas do GSS (Grand Slam Series). Para terem uma ideia, vou deixar um vídeo abaixo da força dessa onda.

PREPARATIVOS PARA 2012

Esse ano o campeonato volta com tudo a partir do dia 15 de fevereiro, nas lendárias ondas de Pipeline, em North Shore, Oahu, Havaí. Lá também é o quintal de Jeff Hubbard, Mike Stweart (maior campeão da história) e atual morada do nosso conterrâneo Guilherme Tamega. Mas o favoritismo sempre vai ficar a favor de Jeff, que ano passado levou o evento com ótimas ondas.

Agora só nos resta esperar pelo início dessa competição, que em 2011 apresentou um surf em alto nível, surpreendendo expectativas. E que 2012 seja muito melhor, com os atletas brasileiros mandando ver.

ENQUANTO ISSO NO BRASIL

Os campeonatos estaduais estão acontecendo a todo vapor, sempre em busca de novos talentos e promessas. Infelizmente no Brasil, o bodyboarding ainda é um esporte subdesenvolvido em decorrência da fama do surf de quilha. Mas vamos torcer para que 2012 saiam mais talentos do Brasil, principalmente do Paraná, onde temos dois competidores de alto nível. Um deles meu amigo e professor Marcos Boeno, o grande marquinhos e Sanderson Trevisan, que durante anos tentou estar nas cabeças do Brasil, mas com a falta de recursos e patrocínio acabou sendo um talento quase que esquecido. Infelizmente é assim, poucos tem sorte de alcançar o topo desse esporte por aqui. O segredo é nunca desistir, sorte para nossos atletas e vamos esperar mais visibilidade da categoria.

E para fechar, vamos animar para 2012! Abaixo um vídeo dos melhores momentos do ano passado, só para aumentar a expectativa para esse ano.

About Guilherme Artoff

"It's like the mafia. Once you're in - your in. There's no getting out" Kelly Slater

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: