Invictos, ainda assim vice

Posted on

Por Lucas Matos – @LMionzinho

Edição: Rodrigo de Souza

Pequenos vacilos não deram ao Coritiba o título no primeiro turno

 No primeiro turno foram 11 jogos, sete vitorias, quatro empates, nem uma derrota, 25 pontos em 33 possíveis, 28 gols e mais de 75% de aproveitamento nos gramados pelo estado a fora. O Coritiba está invicto, ao lado do Cianorte, mas ainda assim não levou titulo de campeão do turno e a garantia na final do estadual.

 Mas afinal: o que nos fez perder a hegemonia no estado? Onde está aquele Coritiba das 24 vitorias? A máquina que chegou à final da Copa do Brasil está com defeito? São muitos os questionamentos que surgem na cabeça dos torcedores da equipe do Alto da Glória.

Gostaria de deixar claro aqui que o verdão, sim, teve uma queda de rendimento se comparado ao ano anterior, mas isso não quer dizer que parou de ser o Coritiba que nos trouxe muita alegria ano passado. Não falo isso como torcedor ou como um jornalista que quer agradar leitores, os resultados estão ai pra provar que a equipe continua jogando muito bem. Afinal, nenhum time fica um turno invicto sem motivo. Mas o vice-campeonato no primeiro turno vem pra mostrar que algo não casa muito bem com a equipe do ano anterior, que deixou o torcedor “mal acostumado” a ganhar sempre, pelo menos no estadual.

A maior arma do Coritiba na temporada anterior era o grande entrosamento entre seus atletas. Infelizmente com o fim do ano e com os grandes resultados, ótimos jogadores foram sondados por clubes do eixo Rio-São Paulo. Algumas peças importantes para o elenco foram perdidas, como Léo Gago (Grêmio) e Marcos Aurélio (Internacional).

 Chegaram vários reforços para cobrir os buracos que ficaram pela saída dos jogadores, entre eles Lincoln, cotado como a grande contratação do alviverde na temporada. A temporada começou e o time do professor Marcelo Oliveira foi entrosando aos poucos, mas ainda não está ideal. Oliveira ainda está testando o time para encontrar a melhor formação entre os reforços e a diretoria ainda procura atletas para reforçar alguns setores – como a defesa.

No segundo turno vamos procurar mais comemorações e menos vacilos

Além da falta de entrosamento entre os reforços e a base mantida de 2011, o time sofre com a falta de Anderson Aquino – no departamento médico devido a uma lesão na perna esquerda – e a constante irregularidade de Lincoln, que às vezes desequilibra o jogo a favor do Coxa e às vezes nem é visto em campo.

Essa combinação resulta em pelo menos dois dos quatro empates que custaram à equipe do Alto da Glória o segundo lugar na tabela. Os jogos contra o Londrina e principalmente contra o Rio Branco (em casa), são os vilões que nos impediram de alcançar caminho mais curto para a final.

O segundo turno está ai para que os problemas sejam resolvidos, para que possamos nos recuperar no campeonato e principalmente montar uma equipe forte para disputar o Brasileiro. Parabéns ao Atlético Paranaense pela conquista, mas o segundo turno, e quem sabe uma final de campeonato, estão aí. E dessa vez tentaremos não vacilar.

Fotos: http://www.coritiba.com.br

About lcarvon

Estudante de jornalismo da UEPG, musico, fã de esportes e blogueiro (????)

3 responses »

  1. Cara, tá trocado ali. Léo Gago tá no Grêmio e Marcos Aurélio no Inter.

    Responder
  2. Cara, acho que faltou apontar MUITA gente importante que o Coxa perdeu além dos que você citou. Como: Bill, Leonardo, Davi, Leandro Donizete

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: