Thomaz Bellucci: projeto de ídolo

Posted on

Por Edgar Ribas- @Edgar1Ribas

Esperança do tênis brasileiro após a Era Guga, Thomaz Bellucci mostra-se inconstante e não consegue emplacar no circuito.

Erros em momentos cruciais prejudicam Bellucci (Foto: Getty Images)

Participando de torneios ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) desde 2005, Thomaz Bellucci é o tenista brasileiro que atingiu o segundo mais alto ranking da história (desde que o sistema foi criado em 1973), atrás apenas de Gustavo Kuerten. No entanto não consegue avançar nos grandes torneios e conquistar seu espaço entre a elite do tênis mundial.

Com estilo de jogo agressivo e um saque forte, o paulista de 24 anos revela-se imaturo e inconstante na hora de decidir. Em seu segundo jogo no Aberto da Austrália (primeiro Grand Slam da temporada), Bellucci enfrentou o francês Gael Monfils e mesmo começando arrasador perdeu a partida por 3 sets a 1 (2-6, 6-0, 6-4 e 6-2) e foi eliminado do torneio. Após as eliminações de Feijão, na primeira rodada, e Ricardo Mello, nesta quinta-feira, o Brasil não conta mais com representantes nas chaves de simples do torneio.

Apesar da derrota o que realmente me intriga é a inconsistência e o nervosismo no jogo de Thomaz. Diversas vezes vimos o atleta jogar a raquete no chão após não conseguir uma devolução ou desistir de games sem lutar nenhum pouco. Falta garra, sangue no olho, aquele amor ao esporte que víamos quando Guga ou Fininho estavam em quadra. Ele não está representando apenas seus patrocinadores e sim uma nação que espera ansiosamente por um atleta que leve o nome do país a elite do esporte.

No final do ano passado dispensou o treinador Larri Passos alegando “falta de resultados”, porém os resultados com o técnico argentino Daniel Orsanic, pelo menos por enquanto, não vieram. Em 2012, Bellucci tem duas vitórias em quatro jogos. O próprio Bellucci já admitiu que o lado psicológico é o ponto principal a melhorar nessa temporada.

O que realmente se espera de Thomaz é uma postura madura e focada em seus objetivos. Chega de jogadas displicentes e frustração antes da hora. Acredito que com o tempo ele consiga superar tudo isso e ir além nas competições. O país merece um campeão e atualmente quem tem maior potencial é Bellucci. Agora o brasileiro irá dar início ao período de torneios sul-americanos do circuito da ATP, que terá a partir do dia 13 de fevereiro o Brasil Open, em São Paulo.

About Edgar Ribas

Ele continua fazendo as pedras rolarem e subindo a montanha para trazê-las de volta, como Sísifo do mito grego - que, como bem observou Camus, não sifu coisa nenhuma. Abs, sucessso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: