Neymar brilha e Santos abre vantagem

Posted on

Neymar foi decisivo mais uma vez para o peixe

Neymar recebe lançamento na ponta esquerda e parte com ela dominada. Para no bico da grande área recebendo o combate de dois paraguaios. Corta em direção à linha de fundo e à pequena área e encontra Alan Patrick, que havia acabado de entrar, livre de marcação a um passo do gol. Alan tem o gol todo aberto, mas chuta no meio do gol, em cima do goleiro Barreto, que cai por cima da bola, finalizando a partida. Esse foi o lance que tirará o sono dos santistas até que seja confirmada a classificação para a final, se não for então…

O peixe venceu o Cerro Porteño pelo placar de 1×0, no primeiro jogo da semi final da Copa Santander Libertadores, no estádio do Pacaembu, mas ficou um gostinho de que poderia ter sido mais. O Santos volta a campo no sábado, pelo campeonato brasileiro, para enfrentar o Botafogo, no Engenhão, provavelmente poupando todos os titulares.

Logo no começo do jogo o Cerro deixou muito claro o propósito da visita ao Brasil: perder de pouco. O time paraguaio não veio para jogar, ficou atrás o tempo todo e quando tinha a bola procurava valorizar trocando passes na intermediaria santista. Depois de começar o jogo muito nervoso, com Pará destoando do resto do time e fazendo com que o torcedor santista tivesse acessos de raiva a cada jogada por ele tentada, o alvinegro praiano foi se achando em campo e quase abriu o placar em belo passe de Neymar para infiltração de Léo, que tentou o toque rasteiro na saída de Barreto que deu um tapa salvando o gol santista. Porém nada pode fazer quando, depois de boa troca de passes entre Neymar e Elano, o camisa 11 tirou três paraguaios na velocidade em direção à linha de fundo e cruzou na medida para o capitão Edu Dracena subir no terceiro andar e deixar o Santos em vantagem.

O gol foi no apagar das luzes do primeiro tempo. Todo e qualquer santista clamava pela saída de Pará e entrada de Alan Patrick, deslocando Danilo para a lateral, mas depois de gol todos sabiam que Muricy não iria mexer e que também talvez fosse até melhor assim. Não deu outra. O Santos voltou para o segundo tempo com Pará bem mais calmo e jogando o fácil, coisa que ele faz bem. O time continuou em cima do Cerro, pressionando pelo segundo gol que daria tranqüilidade. Zé Love não alcançou chute cruzado de Elano, Maikon Leite, que entrou na vaga de Zé Love, chutou por cima bom passe de Arouca e no final o lance fatídico de Alan Patrick, não colaboraram para que tudo ficasse mais fácil no Paraguai, mas Libertadores é assim, não existe facilidade.

Por Eder Traskini – @EderTraskini

Foto: esporte.terra.com.br

About Eder Traskini

Faço jornalismo na UEPG, como Mc'Donalds, tomo Coca-Cola, uso Nike e leio Veja. E não sou a favor do PT. Santista e amante de esportes.

One response »

  1. Impressionante a atuação de Neymar na partida de ontem. Ele parece estar amadurecendo de verdade, e sem dúvida isso se deve ao trabalho do Muricy Ramalho.
    Se continuar nesse ritmo, Neymar logo será eleito o melhor jogador do mundo.
    Abraço

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: