MAIS UMA GUERRA VENCIDA

Posted on

Resolvi começar esse texto de um jeito diferente, apresentando a definição de Guerra: é uma disputa entre dois ou mais grupos distintos de indivíduos mais ou menos organizados. A guerra pode ocorrer entre países ou entre grupos menores como tribos ou facções dentro do mesmo país. Em ambos os casos, pode-se ter a oposição dos grupos rivais isoladamente ou em conjunto. Neste último caso, tem-se a formação de aliança.

Fazem seis jogos que o Palmeiras não sente o gosto da vitória contra o Corinthians (sendo 3 empates e 3 derrotas), fato que angustia os torcedores do Palestra e os deixa procurando desculpas nos confrontos, como por exemplo a reclamação antecipada feita pelos palmeirenses sobre a escalação do arbitro Paulo Cesar de Oliveira (fato que caracterizaria uma aliança).

O Jogo pela semifinal do Campeonato Paulista começou muito nervoso e com pouquíssimo futebol (típico confronto de guerra). Logo aos 24 minutos o sempre “delicado” Danilo foi expulso por carrinho violento em Liedson. Aos 28, o falador e “arbitro extra-campo” Felipão foi retirado do jogo (pelos menos tentaram retirar o reclamão). E como esquecer do maravilhoso chute no ar do Valdivia resultando em sua substituição, todos ônus sofridos pelo time verde sem a menor tendência do arbitro. A equipe do Parque São Jorge mesmo com a vantagem numérica não soube criar oportunidades. Resultado: sobrou raça e faltaram os gols.

Na volta do segundo tempo o Palmeiras, mesmo com um jogador a menos, foi para cima e pressionou o visitante, abrindo o placar aos sete minutos com gol de Leandro Amaro. Até então o Corinthians não apresentava a sua tradicional força e raça em clássicos, era um time irreconhecível que errava passes básicos, era controlado mesmo tendo um jogador a mais e não havia entrado com alma na batalha. Porém um guerreiro mudaria totalmente a luta: William, jovem talismã trazido do Figueirense, rápido e ousado como sempre, marcou o gol de empate aos 19 minutos da segunda etapa. Com o gol a alma do time e a força dos guerreiros da arquibancada ressurgiram no seu maior estilo CORINTHIANS, conseguindo a classificação nos pênaltis. O chororô anda circulando por ai. É triste, mas ainda existe. E lembrem-se: é com guerreiros que se vence a guerra, não com gladiador.

Jogadores comemorando a classificação.

Por Gustavo Dornelles – @guusd

Foto: http://esporte.uol.com.br

One response »

  1. masssa o texto cara,se continuar assim vai para no globo esporte maneeee,abraço

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: