O que eles têm a mais que nós?

Posted on

Cheio de textos para ler, e sem nenhum dinheiro no bolso, deu vontade, deu na telha, e é melhor ir pro Focas EC e escrever. Você liga a TV (pode ser aquela comum que você tem há incontáveis anos), põe no canal de esportes e lá está passando um jogo do campeonato italiano – Liga Calccio para os mais frescos –  e se depara com um croata passando a bola para um marroquino, o marroquino avança e cruza para o brasileiro, que de frente para o gol toca na saída do goleiro uruguaio. Qual a explicação disso? Qual a graça de assistir um torneio onde no seu time não há jogador do seu país?  É legal torcer para a Internazionale? A Internazionale é mesmo de Milão?

América do Sul e África, Itália e Inglaterra, graça nenhuma

Você senta numa roda de amigos, e começam a falar sobre o futebol europeu, até discutem por isso, opinam sobre quem vai ganhar a  Champions, a UEFA, a Eurocopa. Não passam de flamenguistas, corinthianos, pontepretanos e torcedores de diversos times do Brasil idolatrando clubes europeus que dia após dia roubam seu craque a preço de banana. E claro, sempre existe aquele chato que fala : – Eu sou torcedor do Chelsea! – O que o Chelsea tem que o Bahia não tem? Um material da Adidas e alguns milhões a mais, pois se falando em títulos internacionais são a mesma coisa. Dá-lhe Bahia, orgulho do nordeste.

E aquele morocongo que fica te perguntando se o Pandev jogou no domingo? Qual a tua obrigação em saber isso? Agora se perguntassem o placar de CSA x CRB você deveria ter a obrigação de saber, maior clássico da cidade de Maceió.

Até no videogame, você liga o bendito, (na sua TV comum que você tem há incontáveis anos, lá do começo do texto)  chama seu amigo pra jogar, e lá vai ele e escolhe o Real Madrid, pega a bola  com o Cristiano Ronaldo que ele aprendeu a idolatrar de tanto ver vídeo tipo CR7 X Messi no Youtube.com e começa a correr igual a um louco, ninguém consegue roubar a bola dele porque o desenvolvedor do jogo apelou nos status do cara, e você humildemente com o Santos, com o Neymar, onde os status deveriam ser melhores que do CR, se ferrando sem conseguir fazer 1 golzinho sequer.

Valorize o que é do seu país, valorize o Bavi (pior nome de clássico), o Sansão, o Atletiba, Gre-nal, Clássico das letrinhas, Derby, Majestoso, Come-Fogo, Clássico Rei, Juve-nal, Derby Campineiro, Clássico do ABC, Paratiba, Fla-Flu, Clássico dos Milhões e o Choque rei, e muito mais que isso, esqueça aquele futebol burocrático da Alemanha ou da Inglaterra, onde só há cruzamento na área e não existe alguém pra invadir o campo e ter uma emoção extra.

                                            Por Amauri Barbosa – @amauriganso

Foto: ebafutebol.com

About amauriganso

Acadêmico do 2º ano de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa - Paraná, pedestre, eleitor, paulista e são-paulino de coração.

One response »

  1. Rodrigo de Souza

    ANIMAL o texto, Amauri!
    É tudo que eu penso há anos sobre o futebol europeu, só não sabia como falar!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: