Where amazing happens

Posted on

Como havia prometido, farei neste post, uma breve análise dos duelos da primeira fase dos playoffs da NBA.

Conferência Leste

(1º) Chicago Bulls x (8º) Indiana Pacers

Depois de 13 anos, o time de Chicago volta aos playoffs. A equipe terminou a temporada regular como melhor campanha: 62 vitórias e 20 derrotas e se classificou em 1º lugar da sua conferência. O destaque é o armador Derrick Rose, com média de 25 pontos e 7,7 assistências por partida e considerado por muitos (me incluo aqui) o MVP da temporada.  Nas quartas de final, os Bulls enfrentam o mediano time de Indiana. Tem tudo para ser um duelo tranqüilo. Dois jogos já aconteceram e ambos com a vitória do time liderado por Rose.

(2º) Miami Heat x (7º) Philadelphia 76ers

Tem tudo para ser um duelo com certa facilidade para o time dos Heat’s. A equipe demorou para se entrosar e penou para ficar na segunda colocação, mas chega aos playoffs mostrando um jogo consistente, ainda mais com as estrelas de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh. O único porém são as faltas de reposição no banco de reservas, onde eventuais lesões poderão trazer problemas a equipe de Miami. Já o time de Philadelphia terminou a temporada com 50% de aproveitamento e com um jogo muito forte, mas inconsistente. Em dois duelos a equipe do Heat venceu as duas, sem grandes dificuldades.

(3º) Boston Celtics x (6º) New York Knicks

Talvez o confronto mais disputado da conferência. As duas equipes apresentam um time criativo e com poder de ataque. Falta aos Knicks um melhor poderio defensivo. Com Carmelo Antony e Chauncey Billups juntando-se ao brilhante pivô Stoudemire, houve um toque de qualidade na equipe. Porém o time não jogou à altura e se classificou apenas na sexta posição. Com isso enfrenta o Boston Celtics, que tem uma equipe muito fechada e que chegou às finais no ano passado. No primeiro jogo, duelo apertado e com vitória do time de Boston, em casa.

(4º) Orlando Magic x (5º) Atlanta Hawks

 As duas equipes foram regulares em toda a competição. Faltam à elas jogadores que façam a diferença dentro de quadra. Dwight Howard vai precisar de todos os seus poderes para levar o time de Orlando até a próxima fase. Já equipe de Atlanta joga muito bem coletivamente e possui um forte banco de reservas. Vimos isto na primeira partida da série, com vitória dos Hawks. O próximo jogo acontece hoje (19/04) às 20h30.

Conferência Oeste

(1º) San Antonio Spurs x (8º) Memphis Grizzlies

Com 61 vitórias nos 82 jogos que disputaram, a equipe comandada por Tim Duncan e Manu Ginobli se classificou como 1ª de sua conferência, além de mostrar um jogo coletivo forte. Os Spurs ainda contam com o brasileiro Tiago Spliter que, apesar de jogar pouco, tem um futuro muito promissor na liga. O Memphis terminou a temporada com 46 vitórias e 36 derrotas e tem um time muito aquém do líder da Conferência. Mas, como diz o ditado, “treino é treino e jogo é jogo”. Na primeira partida os Grizzlies venceram a equipe do Santo Antonio, que sofreu com a ausência do armador Ginobli.

(2º) Los Angeles Lakers x (7º) New Orleans Hornets

Há muito tempo não víamos a equipe de Los Angeles terminar a primeira fase fora da liderança. O time comandado por Kobe Bryant e Paul Gasol tem alternado altos e baixos na temporada. Destaque para o reserva Lamar Odom que faz uma grande temporada. Já o New Orleans Hornets possui como ponto positivo jogadores habilidosos e velozes, como Chris Paul e Trevor Ariza. No entanto seu banco de reservas é muito fraco. No primeiro jogo, surpresa: vitória dos Hornets por 109 a 100.

(3º) Dallas Mavericks x (6º) Portland Trail Blazers

Liderados por Nowitzki (um dos jogadores mais completos em atividade) e Kidd, a equipe de Dallas pode ir longe nessa temporada. Já Portland Trail Blazers surpreendeu e venceu times tecnicamente melhores – como Phoenix Suns e Utah Jazz – mas mesmo com uma campanha acima das expectativas, dificilmente passará pelos Mavericks. No primeiro duelo, vitória do Dallas por 89 a 81, na American Airlines Arena.

(4º) Oklahoma City Thunder x (5º) Denver Nuggets

 Mesmo com a saída de Carmelo e Billups para Nova York, a equipe que tinha tudo para desandar, ganhou fôlego e vem com boas chances no duelo. Liderada pelo brasileiro Nenê Hilario, e com os reforços Danilo Gallinari, Raymond Felton e Wilson Chandler, a equipe de Denver conseguiu se entrosar rapidamente e terminar bem classificada. Agora têm uma parada dura pela frente, pois a equipe de Oklahoma é muito consistente e conta com jogadores que podem decidir a qualquer momento. É o caso de Kevin Durant, cestinha da competição, e Russell Westbrook. Com 41 pontos de Duran, os Thunders venceram o primeiro duelo por 107 a 103.

Por Edgar Ribas – @Edgar1Ribas

About Edgar Ribas

Ele continua fazendo as pedras rolarem e subindo a montanha para trazê-las de volta, como Sísifo do mito grego - que, como bem observou Camus, não sifu coisa nenhuma. Abs, sucessso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: