Santos “The Flash”

Posted on

Rápido como um flash. Foi assim que o Santos iniciou a partida, no embalo de Maikon “The Flash” Leite. O jogador, que tem contrato assinado com o rival Palmeiras, participou dos três gols e foi o grande nome do time no jogo. O Santos venceu pelo placar de 3×0, com gols de Keirrison, Alan Patrick e Maikon Leite, e se classificou para o mata-mata do campeonato paulista em quarto lugar, onde vai enfrentar a Ponte Preta, que venceu o então líder Palmeiras e garantiu a quinta colocação. O peixe tem a vantagem de jogar em casa, visto que as quartas-de-final são definidas em jogo único na casa do time de melhor classificação.

Maikon Leite foi decisivo na vitória do mistão do peixe

Logo antes do primeiro minuto o Santos abriu o placar. Maikon Leite recebeu, disparou pela direita e bateu cruzado, a bola ia entrando quando Keirrison chegou pra confirmar o gol. Antes que o Paulista percebesse o golpe que tinha levado o mesmo Maikon Leite disparou, foi ao fundo, e cruzou rasteiro encontrando Alan Patrick que completou para as redes no segundo pau. Ainda antes do intervalo o “the flash” teve inúmeras chances para aumentar o marcador, chegando a acertar a trave em uma delas, mas se perdia em meio a tanta velocidade. Se o camisa sete finalizasse tão bem como corre o placar não ficaria em menos de dois dígitos para o alvinegro praiano.

Logo no ínicio da segunda etapa Alan Patrick fez jogada genial e quase aumentou o marcador. O camisa dez aplicou um lindo drible no marcador e disparou com a bola, passou por mais dois outros marcadores antes de finalizar no ângulo superior, mas o goleiro Cristiano deu um tapa e jogou para escanteio. E foi só. O jogo esfriou. O Santos vivia das arrancadas do “the flash” que insistia em perder gols, até que, em mais uma grande jogada, o atacante se livrou do marcador e bateu cruzado no pé da trave, era o gol que faltava para coroar sua exibição.

Vale destacar também as atuações da dupla de zaga Vinícius Simon e Bruno Aguiar e do jovem goleiro Vladimir, que fez defesas dificílimas em duas cobranças de falta de Baiano. É espantoso como o técnico Muricy Ramalho conseguiu melhorar a retaguarda santista em tão pouco tempo.

O Santos venceu com autoridade e vem mais do que embalado para a decisão contra o Deportivo Táchira, no Pacaembu nesta quarta-feira. Depois de duas complicadas vitórias, que mantiveram o time vivo na competição continental, o Táchira não deve ser problema no caminho do tri-campeonato santista.

Por Eder Traskini – @EderTraskini

Fotos: virgula.uol.com.br (Arte porca: Eder Traskini)

About Eder Traskini

Faço jornalismo na UEPG, como Mc'Donalds, tomo Coca-Cola, uso Nike e leio Veja. E não sou a favor do PT. Santista e amante de esportes.

One response »

  1. Gabriel Falbo

    Se não tivéssemos desperdiçado esse monte de chances aí. Teríamos classificados em terceiro lugar, e pegaríamos o Oeste, teoricamente mais fraco que a Ponte. Mas, vamos lá, time que quer ser campeão não escolhe adversários!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: